MESSAS ELEIÇÕES SE É PRA MUDAR, MUDE DE VEZ, VOTE NOS CANDIDATOS DO PSTU 16!


segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

ESCOLA MILITAR TIRADENTES DE IMPERATRIZ, MAIS UMA FARÇA DO GOVERNO ROSENGANA

Neste ano a escola estadual Jonas Ribeiro foi ocupada pela PM do Maranhão com ordem da governadora do Estado, Roseana Sarney e o gerente Regional de Educação, Agostinho Noleto. Essa ocupação que seria a criação de uma escola militar em Imperatriz foi usada na campanha eleitoral como uma ação do governo usurpador da então candidata.

Os alunos da escola Jonas Ribeiro passaram por um processo de “despejo”, sendo que para o ingresso, em vagas restantes não ocupadas por filhos de militares, seriam completadas após um processo seletivo. Muitos moradores adjacentes ao colégio que tinha filhos estudando em escolas particulares de Imperatriz concorreram a essas vagas com a esperança de que seus filhos pudessem estudar em uma escola de perfil militar.

Hoje, o Colégio Jonas Ribeiro/EMT tem duas administrações, uma civil, que é responsável pela gestão dos recursos do Programa de Desenvolvimento da Educação-PDE e pedagógico; e outra militar, que é responsável pelo regime “disciplinar” e o gerenciamento dos recursos arrecadados pelas “mensalidades” que passou a ser cobrado dos pais dos alunos do Colégio Militar, mensalidade essa que não tem nenhum aparato legal, pois o ensino deve ser público e gratuito.

No ultimo censo escolar o número de alunos é de 799, isso significa dizer que o montante mensal arrecadado com os R$15,00 por aluno é de R$11.985,00, esses recursos são recebidos em dinheiro “vivo” através de carnês pelos militares que até agora não se refletiu em melhorias nas instalações.

Para a comunidade de Imperatriz o fato dos alunos vestirem uma farda nas cores da policia militar, bater continência, cantar o hino nacional todos os dias e ter o nome de “Escola Militar Tiradentes”. Na prática essa ocupação trouxe problemas à comunidade que passou a ter que pagar taxas para terem seus filhos estudando próximo de casa, há relatos que uma policial que trabalha na escola trata “carinhosamente” os estudantes por “marginaiszinhos”, esse seria a qualidade do ensino militar?

Assim como as promessas de Roseane e sua corja de secretários e gerentes regionais só tem mesmo é muita propaganda, não podemos nos esquecer das ditas UPAS, uma delas construídas há mais de quatro meses está fechada e pelo jeito vai permanecer assim por muito mais, basta ver o outro exemplo da nova rodoviária de Imperatriz ou a iluminação da ponte sobre o rio Tocantins, a estação de tratamento de esgoto, MA 280 e muitas obras que quanto tem inicio não tem fim e quando tem fim não tem utilidade. Não é exagero dizermos que o maranhão só está no atraso devido a esse grupo e muitos outros que sustentam essa política de enganação.