quinta-feira, 31 de março de 2011

FUNDADOR DO PSOL MARANHÃO PROTOCOLA DESFILIAÇÃO NO TRE


Carlos Saturnino, economista, ex-candidato ao governo do Maranhão e fundador do PSOL-MA, foi o primeiro a protocolar nesta quinta-feira(31) seu pedido de desfiliação junto a sua zona eleitoral, esse mesmo processo será efetivado por mais 48 ex-militantes e dirigentes do partido em vários municípios do Maranhão. Em Imperatriz inicialmente serão 7. Muitos outros trabalhadores que mantinha conversações em municípios do interior disseram que gostariam continuar conversando com os militantes políticos que já viam mantendo as conversas.


Os militantes que não aceitaram a imposição do Diretório Nacional e por parte minoritária do PSOL Maranhão que vinham defendendo uma conciliação do partido com os velhos métidos da política conservadora que hoje impera no partido.


Um documento assinado pelos 49 militantes sociais será divulgado amanhã na mídia maranhense e neste blog. Leiam e veja os reais motivos que levaram a dicisão de manter a coerência por uma postura revolucionária.

segunda-feira, 28 de março de 2011

TRABALHADORES E ATINGIDOS POR BARRAGENS BLOQUEAM A BR 364


No início desta manhã (28/3), por volta da 7h00m, mais de trezentos manifestantes, formado por trabalhadores, agricultores e atingidos pela barragem da Usina Hidrelétrica de Samuel, paralisam a rod ovia BR 364, no kilômetro 100, próximo ao município de Itapuã do Oeste. A ação é organizada pelo Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB, que realizou uma assembléia na tarde de ontem em Itapuã do Oeste, com participação de atingidos dos municípios de Candeias Jamari, Itapuã do oeste e do Distrito de Triunfo. A atividade contou com a parceria de organizações, sindicatos e uma comissão de moradores de Itapuã. Segundo lideranças do movimento, compareceram na assembléia mais de 600 pessoas, momento em que debateram a dívida histórica social do processo de construção da usina de Samuel e definiram uma pauta de reivindicações. Entre os pontos da pauta estão um plano de recuperação e desenvolvimento dos municípios atingidos pela usina, o reassentamento de famílias e ações de fortalecimento da pesca e da aqüicultura na região. De acordo com Cazu, coordenador estadual do MAB, o ato também é uma manifestação de solidariedade à revolta dos trabalhadores de Jirau e a greve dos operários da usina de Santo Antônio. A paralisação da rodovia é por tempo indeterminado e exigimos audiência com a ELETRONORTE, com governador do estado e INCRA, afirmou. CONTATO – Assessoria de Imprensa

quinta-feira, 24 de março de 2011

ESPERANÇA MACABRA

De dentro do Palácio dos Leões saem especulações sobre a debilidade da saúde da Governadora Roseana Sarney, comprovando essa debilidade suas aparições tem se tornado cada vez mais difícil. Para dar visibilidade do “melhor governo da vida dela” a tarefa passa a ser feita pelos secretários de confiança.

Enquanto isso, seu vice Washington Luiz, já vislumbra a possibilidade de assumir o governo por incapacidade física de Roseana. Embarcando nessa esperança macabra, muitos petistas ditos como radicais pensam duas, três vezes sua saída do PT.

Numa impossibilidade de Roseana em continuar governando por problemas de saúde – que são muitos – o governo do Maranhão cairia no “colo” de Washington Luiz e do PT. O próximo passo disso seria uma distribuição de cargos na estrutura de governo para os petistas opositores de Washington que até aceitaria participar do governo seu governo que surgiu de uma união do PT com a oligarquia, mas não sendo dirigidos por Roseana.

Rumores dizem que o gabinete da branca tem mais médicos que assessores, que parece mais uma UTI do que um escritório. O fato é que esse mandato só começou – por sinal tão péssimo quanto os demais – e a esperança petista é a aposta até na morte de sua aliada.

Na história do Brasil já aconteceu fatos semelhantes será que nosso maranhão vai deixar mais esse capitulo?

quarta-feira, 23 de março de 2011

DISPUTA INTERNA VAI ALÉM DOS NOMES PROPOSTA A SEREM "CAMARADAS"

Os dirigentes do PSOL que construíram essa alternativa no maranhão sempre foram boicotados por uma minoria que tem o objetivo de conseguir alguma assessoria parlamentar ou um cargo político, para isso usaram os mais baixos métodos.

Pra quem lembra do ocorrido na UEMA de Imperatriz no lançamento do livro Honoráveis Bandidos, onde o Vereador de Pio XII, Assis Filho, que servindo de pau mandado do clã sarney tentou bagunçar o lançamento? Pois é... é esse tipo de figura que essa ala vem tentando impor dentro do PSOL há mais de sete anos. Com muita disponibilidade de confrontar esses tipos de figuras dentro do PSOL é que os dirigentes levam o dialogo até que uma filiação seja homologada, contrariamente ao grupo de Valdeny, Masson, Reynaldo, Socorro e Carlos Leen, esses fazem uma oferecimento como se fosse um "garoto de programa" e o falso discurso de não ser sectários.

Veja os Vídeos abaixo da reunião da executiva no último sábado, onde a professora Dolores Silva coloca bem que a disputa não é apenas do espaço no partido, mais sim por uma mudança total dos objetivos de fundação.


Essa crise se agravou depois do resultado eleitoral de 2010 onde a corrente MES liderada por Luciana Genro e assumida no Maranhão por Socorro e Carlos Leen começou a empregar as idéias da corrente que teve seu elo quebrado com o fim do mandato de sua representante maior, e como essa corrente só era forte com os recursos vindo do mandato, sem isso, as máscaras do discurso de ir para as bases caiu por terra, agora querem ir aos palácios buscar acordos para que ela volte ter um mandato.

A decisão da maioria da Executiva Nacional praticou um golpe fatal na resistência dos bravos lutadores do Maranhão que terá conseqüências em todo o Brasil, outras forças minoritárias deverão sofre processos semelhantes ao do Maranhão. O objetivo é criar uma hegemonia do MES/APS - tendências que sempre defenderam o programa democrático e popular do PT no PSOL - liquidando todas as forças que queriam permanecer na coerência de seu programa e do estatuto.

José de Ribamar Novais identifica bem o que aconteceu na instância do Maranhão.

ECONOMIA SOLIDÁRIA SERÁ DISCUTIDA NESTA QUINTA(24) EM IMPERATRIZ

Nesta quinta-feira, 24, acontecerá reunião organizada pelo coletivo do FÓRUM MUNICIPAL DE ECONOMIA SOLITÁRIA DE IMPERATRIZ-FESMI. A reunião acontecerá nas dependências do Centro de Artesanato – Rua Urbano Santos, S/N, Centro - Praça da Cultura – a partis das 14 horas.

PAUTA:
1- Apresentação do Diagnostico dos EES acompanhado pelo projeto Brasil Local
2- Oficina Municipal de Economia Solidária (Grandes Projetos- Suzano)
3- Informes Gerais
• Projeto encaminhado a Secretaria Municipal da Mulher de apoio ao Grupo da horta de Vila Conceição
• II ENAMB

Agradecemos antecipadamente a presença
Atenciosamente,
Coletivo do FESMI
Maria de J. B. Santos
Agente de Desenvolvimento Local de Imperatriz
(99) 9174-0508
Maria Conceição Medeiros Formiga
Secretária de Política para as Mulheres
Maria das Graças O. Costa
Presidente da ASSARI
Maria José Lopes Barros
Representante do MIQCB Regional

segunda-feira, 21 de março de 2011

FORUM ESTADUAL DE JUVENTUDE REALIZARÁ REUNIÃO ORDINÁRIA

REGIONAL METROPOLITANA
REUNIÃO ORDINÁRIA DO FÓRUM ESTADUAL DE JUVENTUDES DO MARANHÃO TIMBIRAS

O FEJMA-Fórum Estadual de Juventudes,composto por 90 organizações juvenis do Maranhão se reúne para discutir as ações e planejamento de atividades para o ano de 2011,nos dias 25,26 e 27 de março no município de Timbiras,com pautas de organização e formação com a presença do Presidente do CONJUVE,Gabriel Medina com a exposição do Painel sobre a organização das Conferências de Juventude no Maranhão.
Segundo a Anne Priscilla – representante da FEONG no CEJOVEM” Estamos no momento perspectivas e maturidade,pois a juventude do Maranhão,anseia por transformações independente das convicções políticas,para efetivação do Sistema de Juventude do Maranhão junto a Assembléia Legislativa”
Portanto as organizações da Região Metropolitana (São Luís,Paço do Lumiar,Raposa e Ribamar),se organizam ,para participar massivamente da Reunião com aproximadamente 30 organizações,conforme Dayana Roberta-representante do Colegiado da Região Metropolitana”As organizações da Região Metropolitana vai com uma menção propositiva e democrática na construção das Políticas Públicas independente de articulação de Secretaria de Juventude ”


XI REUNIÃO ORDINÁRIA
TIMBIRAS – 25, 26 e 27 de Março 2011
PROGRAMAÇÃO

25 DE MARÇO (SEXTA – FEIRA)
17h00minh- Recepção das caravanas
18h00minh- Início do credenciamento
19h00minh- Posse da nova diretoria do Conselho Municipal de Juventude de Timbiras – COMJOVEM
20h00minh- Jantar
21h00minh-Programação cultural – Show de MPB
26 DE MARÇO (SÁBADO)
07h00minh- Café da manhã
08h00minh- Cerimônia de abertura
Entrega da comenda “Prefeito Amigo da Juventude”
10h00minh- Leitura e aprovação da ata da Reunião ordinária realizada na Cidade de Açailândia.
10h30minh- Painel: Conhecendo o Fórum Estadual de Juventude
Facilitador: Conselho Estadual de Juventude – Assis Filho, Raimundo Penha e Glauber Leonardo
12h30minh- Intervalo para almoço
14h00minh- Oficina TIC’s (Tecnologia de Informação e Comunicação)
Facilitador: ONG Plan
15h00minh – Painel de formação sobre as Conferências de Juventude em 2011
Convidado: Conselho Nacional de Juventude – CONJUVE
16h30minh- Eleição dos novos membros dos Colegiados Regionais e da Secretaria Executiva do FEJMA
17h30minh- Eleição do município que sediará a nova reunião do FEJMA
18h00minh- Cerimônia de encerramento
19h00minh- Jantar
21h00minh- Programação cultural
27 DE MARÇO (DOMINGO)
08h00minh- Café da manhã
09h00minh- Reunião do colegiado para apreciação dos pedidos de adesão do FEJMA.
11h00minh- Almoço
13h00minh – Retorno das caravanas.

FONTE: ANNE PRISCILLA – CEJOVEM / CONSELHEIRA PELA FEONG

DIREÇÃO NACIONAL OPTA POR UM MODELO OLIGARQUICO

Percebemos que a direção nacional do PSOL mostra suas verdadeiras garras. Primeiro não respeitam o estatuto do partido que eles mesmos aprovaram. Também mostram não serem adeptos da verdadeira democracia.

No estatuto está definido que ao entregar a ficha de filiação assinada e abonada por um filiado, o novo pretendente poderá ser contestado por qualquer filiado em um prazo de até 30 dias. Havendo contestação do novo filiado, as instâncias de deliberação do partido ouvirão as razões da contestação e a defesa dos que pretendem manter a filiação.

Após a exposição de todos os fundamentos das partes, a instância decide a manutenção ou não da filiação.

Sem entrar no mérito da contestação, em 18 de março de 2011 a Executiva Nacional já tomou a decisão de forma unilateral e sem respeitar a democracia interna assegurada pelo estatuto.

Os pedidos de filiação de Haroldo Sabóia e Franklin Douglas estão sendo contestados por muitos militantes do PSOL no Maranhão. Em 19 de março de 2011 a maioria da Executiva Estadual do PSOL do Maranhão aprovou a contestação destas filiações.

Mas a Executiva Nacional nem procurou ouvir a direção municipal de São Luís ou estadual do PSOL no Maranhão.

Ao mesmo tempo pisoteou a verdadeira democracia e jogou o estatuto do PSOL no lixo.

Agindo assim, temos mais uma oligarquia que decide tudo no PSOL a revelia de seu estatuto.

Entendemos oligarquia como sendo o poder concentrado nas mãos de poucos. (Oligarquia... regime político em que o poder é exercido por um pequeno grupo de pessoas, pertencentes ao mesmo partido, classe ou família - Dicionário Houaiss).

A Executiva Nacional do PSOL bloqueou qualquer discussão sobre o assunto. Pode amanhã meter guela abaixo dos militantes do PSOL a filiação de lideranças questionáveis. Esta prática já é comum em muitos partidos. A última novidade foi a direção nacional do PT impor a aliança com Roseana Sarney.

Carlos Lopes
Membro do Diretório Estadual do PSOL - Maranhão

domingo, 20 de março de 2011

EXECUTIVA NACIONAL DO PSOL TRATORA DIREÇÃO ESTADUAL NO MARANHÃO E APROVA FILIAÇÕES NO MA

Em reunião ordinária ocorrida no dia (19/03), onde seria discutida a homologação ou não das filiações de Haroldo Sabóia, Franklin Douglas, Wagner Baldez e Roberval Costa foi apresentado o pedido de impugnação dos quatro. Por 5 votos aconhendo a impuganção e 5 abstenções foi acolhido o pedido assinado por 23 militantes do PSOL Maranhão que abriria prazo para recurso em instância superior.

Para “surpresa” da maioria do Maranhão, a Executiva Nacional do PSOL, que hoje é formada pelas correntes APS/MÊS, correntes que defendem o projeto reformista - bem similiar aos Ptistas ditos radicais - aprovou sem se quer aguardar o processo de discussão sobre os nomes propostos e decidiu por cima tratrorar a falsa democracia e a liberdade pregada por esses dirirentes do partido e emitiu nota dando como liquidado a filiação pela instancia nacional.

O professor Jorge Almeida (UFBA) – membro da corrente APS, foi o “cavaleiro inquisidor” enviado ao Maranhão para comunicar a decisão na própria reunião da Executiva Estadual de rasgar o Estatuto, a democracia e a liberdade do partido.



A nota aprovando as filiações deixa claro qual o real motivo do inchaço: “[...]na disputa dos espaços institucionais, combatendo todas as formas de opressão.”. Um partido que apostas todas as suas fichas na disputa institucional não passa de um partido reformista igual a o PMDB, PSDB, PT etc. Confundido o que diz o programa do PSOL ao conclamar figuras políticas pelegas a ingressarem no PSOL com o discurso que esses defendem os interesses dos trabalhadores.

Saturnino Moreira coloca bem o que está acontecendo e o desenrolar da medida tomada pela nacional em intervir nas discussões do Estado.

O pano de fundo da decisão de filiar com o argumento de que o partido precisa crescer – sem critério algum - é uma investida das correntes majoritárias (APS/MES) precisam garantir a hegemonia no congresso nacional que se aproxima e mais à frente as eleições. Essas correntes sempre defenderam alianças fora do arco de esquerda e principalmente que o partido passasse a aceitar financiamento de empresas que quisessem financiar candidatos de “esquerda”.

sexta-feira, 18 de março de 2011

JOÃO GUILHERME UM FIGURINHA DIVERTIDA

Após um dia "duro" de trabalho, João Guilherme de dois anos, filho de Lena funcionária de Sra. Francisca nos diverte com sua dancinha cheia de molejo.

terça-feira, 15 de março de 2011

DIA DA VERDADE: MINHA CONTRIBUIÇÃO

Dentre muitos desmandos dos mais de 40 anos de oligarquia Sarney no Maranhão no qual a atual governadora Roseana Sarneys diz que fará o “último” e o melhor governo de sua avarenta vida como ser humano a história recente mostra as práticas de uma gestão que mantém o povo do maranhão entre os piores índices de miséria, saúde e educação. A todo momentos eles surpreendem àqueles tinham alguma esperança na redenção de sua política.

Minha contribuição ao DIA DA VERDADE, que foi definido com o dia 15/03 para que todas as redes sociais publicarão verdades sobre esse clã. Minha contribuição é um texto que escrevi e publiquei em 22 de março de 2009 neste mesmo blog que demonstra o maranhão que essa família passa aos maranhenses e ao resto do Brasil e o verdadeiro maranhão que eles cultivam com a política empregada por seu clã, figuras que roubam literalmente a vida de um povo.


O MARANHÃO DOS "SIR NEY's"

O Maranhão dos Sarneys, desde os primeiros mandatos da oligarquia, sempre apresentaram o Maranhão para os próprios maranhenses quanto para o resto do Brasil como um estado promissor, de potencialidades naturais e de seu povo. Basta ver o discurso do patriarca da família em sua posse de governador, na década de 60 aos maranhenses. Com discursos dignos de lordes britânicos Sarney colocava uma realidade idealizada por ele, até hoje, uma percepção de estado vinculado à vida pomposa de sua família.

“O maranhão não suportava mais, nem queria o contraste de suas terras férteis, de seus vales úmidos, de seus babaçuais ondulantes, de sua fabulosa riquezas potenciais [...]”.

"Temos os nossos olhos nesta tarde do começo do governo voltado para aquela barragem de cimento que atravanca o Parnaíba e que nos acena como uma mensagem de progresso e que se chama Boa Esperança, o Parnaíba ‘domado’ para que o Piauí e o Maranhão possam transformar aquele castelo no deserto[...]. Temos as nossos palmeiras aqui plantadas pela natureza e no Maranhão está a maior reserva do mundo de gordura vegetal, dos 150 mil km2 cobertos de babaçu e que cada vez mais iremos exportar, valorizar, industrializar e mostrar ao Brasil que ele ao invés de problema uma grande solução para todos nós.”
Trecho do discurso de posse do então governador José Sarney em 1966, veja completo em MARANHÃO 66

Sarney viu na mídia (TV) uma ferramenta de manipulação de massas seu principal canal para hipnotizar àqueles limitados à informação produzida por ele e seus principais defensores. Durante seu mandato como presidente da república assinou sete concessões, uma delas para sua própria família no Maranhão, recebendo da emissora apoiadora da ditadura (GLOBO) o direito de ser a repetidora no estado.

Nos dias de hoje, a representante da família Sarney, Roseana, e seus jornalistas vinculados à oligarquia em vários municípios do estado, reproduzem a mesma visão que os sarneys querem “pintar”, basta ver as ultimas propagandas institucionais vinculadas massivamente nas emissoras afiliadas à Mirante. Mais uma vez pregando um Maranhão de progresso “de volta ao trabalho”, usando empreendimentos privados como se fosse investimento estatal (CUSANO CELULOSE em Imperatriz, ACEARIA em Açailândia; UHE em Estreito, Expansão do Porto de Itaqui em são Luis, Refinaria PREMIUM em Bacabeira).

No próprio discurso de posso Sarney retrata bem o Maranhão real - mais tais questionamentos serviam apenas como uma mudança de pontuação em seu discurso - e que eles e seus apoiadores, durante quadro décadas, ajudariam a manter:

“...com a miséria, com a angustia, com a fome, com o desespero das poidas que não levam a lugar nenhum, senão, ao estágio que levam ao homem de carne e osso, é o bicho de carne e osso.”
O maranhão não quer a miséria a fome e o analfabetismo, as mais altas taxas de mortalidade infantil de tuberculose, de malária, de sistossomose como o exercício do cotidiano.

Como iremos abrir novas estradas? Como iremos formar nossos técnicos? Como iremos construir nossos portos? Como iremos industrializar o maranhão e criar nos empregos? Como iremos mudar a face do maranhão 100% pobre quando a habitação, vestuário e alimentação?”

Abrir os olhos, conhecer a realidade socioeconômica do nosso estado e querer mudá-las são os primeiros passos a serem dados nessa longa jornada, os meios advém através da educação e do investimento em ciência e tecnologia especificas para solucionar nossos problemas. Uma verdadeira revolução social deve ser apresentada aos maranhenses.
Texto publicado em 22/10/2009 no blog

domingo, 13 de março de 2011

PSOL CAMINHA PRA SER NOVA BASE DE APOIO DO GOVERNO DILMA/PT

A historia de criação do PSOL não deixou bem claro para quem o novo partido seria criado, se para uma alternativa aos trabalhadores ou um refugio a políticos sem espaço para a disputa de cargos. Minha perspectiva era de que seria um partido enraizado na classe trabalhadora, mas vários fatos vêm mostrando que não é.

Participei do primeiro congresso nacional, via lá no palanque pronunciamentos fervorosos de Luciana Genro, Heloísa Helena e outros onde apontavam o caminho para o crescimento do partido e a manutenção da democracia interna nas bases. Luciana genro com sua robusta massa de delegados, a maioria estudantes do Rio Grande do Sul. Dois anos se passaram e o partido não conseguia esse crescimento muito menos a democracia interna, nós do Maranhão que o diga. A realidade hoje do PSOL é bem diferente de quatro anos atrás, olha que lá já tínhamos quem defendesse uma aproximação com o PT – “nossos irmãos fraternos” já diziam o que articulavam essa aproximação. Hoje, dirigindo o PSOL nacional a corrente APS principal defensora dessa aproximação tem feito uma ofensiva chamando as figuras políticas do PT e de outros partidos a estarem no PSOL, para tanto não precisam abrir mão de suas posições pró-Dilma/PT, basta “fortalecer” o Partido com suas histórias de “luta” na política nacional.

Confirmando esse chamamento, o atual presidente Nacional do PSOL Afrânio Boppré, representante da APS abre o “tapete vermelho” em nota publicada na página nacional do partido a figuras como (H)aroldo Sabóia e Franklin Douglas, que estarão fortalecendo seus comandados no maranhão e concretizando não mas a aproximação com o PT, mas trazendo todos para dentro do PSOL. Sabemos que esses são só os primeiros, muitos outros aguardam uma espécie de “habeas corpus” no qual não precisam ser anti-Dilma ou contra o capital, querem ser de “esquerda” dentro do PSOL.

Só para satisfazer minha curiosidade em pôr em pratos limpos essa questão, enviei há dez dias aos pretensos filiados do PSOL Maranhão Aroldo Sabóia e Franklin Douglas um e-mail pendido por escrito seus posicionamentos sobre o que foi o governo Lula/PT, o atual governo Dilma/PT, e à “nova esquerda” que surge no Maranhão o PCdoB, até hoje nenhuma linha foi me encaminhada e não será. Dissimular é uma especialidades dos que discursam como revolucionários da luta real mas pelos subterrâneos da política fecham acordos espúrios com o único objetivo, usar a sigla e alcançar um cargo.

O caminha já foi trilhado pelo PT, basta que os dirigentes sigam o rastro, qualquer coisa é pedir uma forcinha aos guias que estão ingressando no PSOL do Maranhão, só não esperem que todos sigam o caminho.

quinta-feira, 10 de março de 2011

CONTABILIDE BOA É AQUELA QUE DÁ O VALOR QUE O PREFEITO QUER

Há uma piada no meio dos provisionais que fazem contabilidade publica que diz: contador bom e eficiente é aquele que dá o resultado que o prefeito quer e não que os números mostram, ou seja, dois mais dois deve ser o resultado que interessa ao gestor e não à aritmética.

Pois bem, na gestão do prefeito Sebastião madeira/PSDB todos viam o inchaço na folha de pagamento, principalmente com vencimentos de secretários e adjuntos se não fantasmas no mínimo inúteis. Somando-se a isso uma flagrante renuncia de receita para garantir o benefício aos seus correligionários financiadores de suas campanhas que resultaria num erro fatal ao descumprir o que diz a Lei de Responsabilidade Fiscal-LRF – por ironia criada no governo de FHC também de seu partido - nos índices de gasto com pessoal.

Não deu outra, logo na primeira análise dos relatórios publicados no Sistema de Coleta de Dados Contábeis de Estados e Municípios – SISTN já se constata manipulação de dados para mascarar o cumprimento definido por lei dos gastos com pessoal que é de 54% sobre a Receita Corrente Liquida-LCR no ano.

No Relatório de Gestão Fiscal – RGF publicado no SISTN para prefeitura consta que o percentual da despesa total com pessoal ficou em 53,40%, onde a RCL é de R$280.678.287,53 e o total de despesa com pessoal somou R$149.877.944,65. O índice mostrado no relatório estaria dentro do que manda a lei, lembram da piada sobre o bom contador?, Pois é!!! É ai que eles se entregam. Manipular dados não é uma boa saída, pois sempre surgirão divergências em relatórios complementares, foi o que detectamos ao analisar o Relatório Resumido da Execução Orçamentário em seu anexo I – Balanço Orçamentário, onde o campo 74 que registra a mesma informação sobre o gasto com pessoal o valor é de R$155.043.899,72, fazendo com que o índice do gasto com pessoal alcançar 55,24% sobre a RCL. Se a lei, os órgãos fiscalizadores como Ministério Publica Câmara de vereadores, Tribunal de Contas cumprissem seu papel isso se concretizaria num processo de perca de mandato por improbidade administrativa.

Vejam imagens dos respectivos relatórios:

Clique na imagem para ampliar

FONTE: SISTN

quarta-feira, 9 de março de 2011

AVISO À MADEIRA, O CIRCO ACABOU

O governo do “Pão e Circo” de Sebastião Madeira/PSDB tem garantido em trancos e barrancos momentos de lazer à uma ínfima parcela dos imperatrizenses que esquecem um pouco dos problemas de infra-estrutura nos bairros, do sistema de saúde em colapso, educação com salas superlotadas, da perseguição de trabalhadores informais, dos desabrigados do rio Tocantins para pularem atrás da jardineira com marchinhas que empolgam os foliões.

Bom, mas a quarta-feira chegou e carnaval agora só em 2012, até lá o prefeito que sonha em continuar comandando o leme dessa “nau imperatriz” terá que arregaçar as mangas, preparar os joelhos e se aproximar dos cofres do Estado se quiser mudar a historia dos desastrosos dois anos de seu mandato.

Se atrás do trio elétrico só não vai que já morreu, espero que todos nós estejamos novamente seguindo-o.

terça-feira, 8 de março de 2011

FÓRUM DE MULHERES DE IMPERATRIZ: POR CRECHE, CULTURA E LAZER

Para o movimento feministas e de mulheres o 08 de março representa uma data de mobilização mundial para reafirmar a história de luta e resistência realizadas pelas mulheres que sonham com uma sociedade democrática, com igualdade de direitos e respeito às diferenças e diversid...ades étnicas, sexuais, culturais e políticas para todas as pessoas.

Ao longo de anos lutamos para sermos reconhecidas como cidadãs e sujeitos políticos, pela nossa emancipação individual e coletiva, pelo direito à liberdade e expressão cultural, autonomia sobre nosso corpo, nossa sexualidade e nossas vidas.

Hoje temos conquistas significativas para emancipação das mulheres, bem como as políticas públicas, porém essas são ainda insuficientes para o tamanho dos desafios das diversas formas de exploração e negação dos direitos humanos das mulheres.

Portanto, nessa semana de 08 de março o Fórum de Mulheres de Imperatriz mais uma vez se manifesta para chamar atenção da sociedade a respeito da deficiência e ausências de políticas essências à promoção da cidadania das mulheres, como implementação de creches, incentivo e apoio a cultura e ao lazer.

O movimento feminista e de mulheres tem discutido a questão da divisão sexual do trabalho, a autonomia econômica das mulheres e consequentemente a necessidade de políticas publicas que facilitem a vida das mulheres, como a implantação de creches e pré-escolas em tempo integral, gratuita e de qualidade.

Cultura e lazer é um direito social do qual as mulheres merecem desfrutar e expressar-se nas suas diversas manifestações!

QUE A LIBERDADE SEJA UMA EXPERIÊNCIA REAL PARA TODAS AS MULHERES.

Fórum de Mulheres de Imperatriz - 08 de Março de 2011.

segunda-feira, 7 de março de 2011

MARANHÃO DEMOCRÁTICO PARA TODOS: DIA DA VERDADE NO MARANHÃO


O Movimento “Maranhão Democrático para Todos” que surgui no Facebook, hoje composto por 340 membros covoca todos os internautas do Maranhão a participar do “Dia da Verdade”, 15 de Março, dia em que todos devem publicar em suas redes sociais (blog, facebook, twitter, msn etc) matérias, fotos, frases, comentários que demostrem o descalabro e a miséria patrocipada pelo Clâ Sarney no Maranhão.

As regras são simples, no dia 15 de Março, basta reservar um espaço para dizer a verdade sobre a fimilia sarney que já já tem seus tentáculos em todo o Brasil.

Participe você também !!!

quarta-feira, 2 de março de 2011

ACORDOS POR CIMA, O NOVO MODELO DE DEMOCRACIA DA DIREÇÃO NACIONAL DO PSOL

Estamos cientes dos acordos que estão sendo feitos pelas correntes majoritárias do PSOL Nacional. Correntes estas que nunca esconderam seu desejo por conquistas de cargos para ocupar os palácios e os gabinetes. A derrota de parlamentares – que apesar de terem uma atuação expressiva – nas urnas em 2010 fez aflorar nessas correntes a ganância para alcançar esse objetivo, não importando as conseqüências futuras.

O PSOL tinha um projeto inicial de fortalecimento do partido, tendo os trabalhadores como base – um partido de base – projeto esse que durante esses sete anos sempre sofreu ataques por aqueles que tinham atalhos que os levariam aos seus objetivos pessoais(cargos).

No Maranhão, a maioria que trabalha pelo projeto inicial vem sofrendo várias perseguições pela minoria no Estado, mas que tem sido alimentadas pela ampla maioria a nível nacional. Exemplos disso é que em 2010, Maria do Socorro, que não participou junto com seus aliados das instancias do Partido e teve sua candidatura imposta pela direção nacional, quebrando o senso de democracia. Hoje, temos mais uma prova da falta da tão falada “democracia” interna do PSOL. Figuras notoriamente reacionárias já tem como certa – inclusive com uma declaração da presidência nacional do PSOL – suas filiações homologadas sem passar pelos trâmites estatutários, rasgando assim o que norteia o mínimo de democracia interna.

Esse caminho já foi trilhado pelo PT. E parece que a maioria nacional junto com a minoria no Estado quer seguir o mesmo caminho, esquecendo que essas ditas lideranças, as quais em nenhum momento se posicionaram contra o governo Dilma/PT e deixa claro que estão saindo porque já não tem espaço – hoje invadido por sarneystas – e, a vinda pro PSOL só serve como trampolim para outros acordos.

É só esperar as novas filiações que virão e o golpe final no projeto socialista que se tenta construir.