domingo, 22 de junho de 2014

O QUE É GREVE?

Para o Patrão o maior problema da Greve é que ela vai alterar a forma de pensar de muitos trabalhadores que antes pensavam conforme o pensamento dominante. O Direito de ir Vir não pode ser maior do que o Direito de conquistar aumentos para melhor produzir e reproduzir a vida material do trabalhador e de seus filhos.
Numa greve os patrões no máximo deixaram de ter 4 carros na garagem e passaram a ter três ou de viajar somente três vezes para Europa em vez de quatro, enquanto o trabalhador conquistará apenas uns quilos a mais de alimentos em suas cesta básica.

2 comentários:

// ]]>
  1. Claudio Pereira22 junho, 2014

    Vídeo interessante. Vou divulgá-lo.
    Outro dia uma aluna me perguntou meio que revoltada: vocês já vão fazer greve novamente? É só pelo salário que é pouco, complementou a mesma.
    Respondi: _Tirando os professores, todas as demais categorias profissionais são bem remuneradas neste país? Estudamos em um prédio sem a mínima infraestrutura, alugado por cifras absurdas, vocês ficarão sem professores de certas disciplinas até o final do ano letivo, pois o governo não cumpri a lei, não realiza concurso há seis anos e nem contrata "excepcionalmente" de forma suficiente,não há livros, só quadro e giz em um ambiente superlotado e calorento. Todos pagamos impostos elevados. Todos nós trabalhadores e filhos de trabalhadores estamos submetidos a tudo isto, mas você e muitos outros por aí acham que o problema é só salarial e que não têm nada haver com isso. Pensando desta forma não percebemos que o problema salarial é apenas a ponta do iceberg do problema do sistema educacional. Cuidado, o governo e a mídia corporativa são mestres em colocar trabalhador contra trabalhador e camuflar a real face dos problemas que afligem os trabalhadores do Brasil.

    ResponderExcluir
  2. Sim camarada,

    O raciocínio de sua aluna - de nivel médio - não é muito diferente de colegas universitários e de trabalhadores como nós. Isso demonstra que a ideologia da burguesia está entranhada na classe trabalhadora, fruto da nossa escola, do direito, da mídia, da hegemonia ideologica neoliberal. Precisamos continuar nesse combate buscando consciêntizar ou ao menos fazer com que os da nossa classe passem a si questionar dos "porquês?" qua há lutas e lutadores por um mundo diferente.

    Continuemos lutando e até a vitória.

    ResponderExcluir

Não veto comentário de ninguém, pois apenas os covardes se escondem por trás de um anonimato. Não seja você um.