terça-feira, 30 de novembro de 2010

SÉRIE DE POSTS SOBRE A AVALIAÇÃO DA GESTÃO TUCANA: APRESENTAÇÃO DOS DADOS AOS CIDADÃOS

Sabemos que a internet é um veículo que rompe barreiras geográficas, mas ainda é restrita. Muitas das informações que passei nessa série de posts ainda não chegaram à grande massa de Imperatriz, que fica a mercê da mídia institucional com suas informações distorcidas e bitoladas o interesse do executivo. O exemplo cabal disso é a Câmara com seus vereadores pau mandado do executivo que não cumprem seu papel de fiscalizar a boa utilização desses recursos.

Visando discutir com a população sobre o resultado da compilação dos dados extraídos do Portal da Transparência de Imperatriz expostos aqui no blog, estaremos realizando nesta quarta-feira a primeira apresentação dos resultados obtidos e abrindo um canal de debate - coisa que as instâncias de poder não fazem - sobre a gestão dos recursos financeiros.

Além dessa primeira estão pré-agendadas mais duas nas principais regiões de Imperatriz. Os movimentos populares, associações de bairros, sindicatos, em fim, qualquer um que tenha interesse em saber como anda as finanças da cidade e um debate sobre o governo da “mudança”, nos colocamos a disposição para levar os esclarecimentos dos dados ou disponibilizar os mesmos, basta solicitar via comentário no blog ou celular 99-8829-9939 marcando dia, hora e local que teremos todo prazer de fazermos esse debate.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

SÉRIE DE POSTS AVALIAÇÃO DA GESTÃO TUCANA: DESPESAS

A chave para identificar um governo das elites e neoliberal que abandona as periferias e usa os recursos públicos como privado está representado na forma como esses recursos são gastos. Veremos então os principais fornecedores da prefeitura:

OS 30 FORNECEDORES QUE MAIS RECEBERAM RECUROS DO MUNICÍPIO


Poderíamos fazer observações sobre cada um dos fornecedores aqui listados, mas vamos ficar na generalidade e destacar apenas citando os que estão entre esses trinta. Como não poderia deixar de ser, a produtora da mídia institucional da prefeitura OPEN DOOR vai receber R$763.225,00, a CITYLUZ uma contratada para fazer a manutenção da iluminação pública – troca de luminárias - com o gasto da receita de Contribuição de Iluminação pública, as principais obras dessa gestão ficam com R$2.400.000,00; CEMAR com R$5.329.448,52, que pode parecer normal os valores, mas isso comprova o elevado nível de gastos com alugueis e conseqüentemente o montante com energia elétrica.

Somando-se a esses gastos não poderíamos deixar de mostrar os gastos com pessoal. Para isso, temos a planilha abaixo com os valores com pagamento de pessoal por secretarias – incluindo ai cargos com status de secretário – cujo vencimento dos 21 secretários é de R$9.000,00 cada:


GASTOS COM PESSOAL POR SECRETÁRIA


O valor total de gastos com pagamento de pessoal em agosto de 2010, demonstra o nível de comprometimentos dos recursos do município com pagamento de pessoal no qual não vemos isso refletir no bom atendimento dos cidadãos principalmente na saúde ou em departamentos da prefeitura. Vale ressaltar que grande parte desses recursos é com pagamento de cargos comissionados – sem concurso – grande parte de pessoas indicadas por vereadores e correligionários apoiadores do prefeito e secretários, o próprio tem em seu governo mulher e sobrinho isso que é de conhecimento público imagine os ocultos.

COMPARATIVO DA DESPESA SOBRE AS RECEITAS

OBS.: Gasto com Pessoal compromete 53,99% da Receita Corrente Líquida


Vendo essa discrepância o Ministério Público já forçou a prefeito através de um Termo de Ajuste de Conduta – TAC a fazer um enxugamento da folha demitindo parte desses comissionados, como sempre a corda quebrando sobre o mais fraco.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

SÉRIE DE POSTS AVALIANDO A GESTÃO TUCANA, ÚLTIMO POST SOBRE ARRECADAÇÃO.

No segundo post da série avaliação da gestão tucana o gráfico que mostrava a arrecadação dos recursos com o FPM. Nesse novo post trazemos o gráfico com a arrecadação de todas as receitas que compõem as transferências constitucionais (repasses da União). Mais uma vez se destaca as oscilações nos valores recebidos em cada mês, tirando uma média o total dessas transferências ficou em R$10.559.505,88. Comportamento semelhante ao gráfico do FPM.
COMPARATIVO DE ARRECAÇÃO DAS RECEITAS DE TRANSFERENCIAS CONSTITUCIONAIS


Nesse gráfico, vemos a evolução das receitas de transferências constitucionais em comparação ao mesmo período de 2009. Sabendo se que o ano de 2010 está computado apenas os valores referente ao acumulado até outubro de 2010.

COMPARATIVO DE ARRECAÇÃO DAS RECEITAS DE TRANSFERENCIAS CONSTITUCIONAIS POR FONTE


Nesse outro gráfico, temos a evolução das receitas próprias em comparação ao mesmo período de 2009. Neste caso, também está computado apenas os valores referente ao acumulado até outubro de 2010.

COMPARATIVO DE ARRECAÇÃO DAS RECEITAS PRÓPRIAS POR FONTE
Para concluir com os demonstrativos das receitas, apresentamos mais esse, que gostaríamos de destacar a seguinte observação: A receita total de transferências da União representa 90% de toda a arrecadação do município de Imperatriz e conforme os ajustes na legislação tributária para isentar – caracterizando renuncia de receita - o empresariado do pagamento de impostos com a justificativa de que está gerando emprego, a gestão Madeira elevará o percentual de dependência a esses recursos. Levando seu governo a usar o mesmo discurso da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, que utilizou obras privadas no Estado para dizer que era ações de seu governo e assim arregimentar votos.

COMPARATIVO DE ARRECAÇÃO TOTAL POR FONTE


Agora é que vem a parte mais interessante dessa serie de post, a parte das despesas, de como é gasto esses recursos, mais isso fica para o próximo post. Até mais.

FONTE: SITE DA TRANSPARÊNCIA DE IMPERATRIZ

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

SÉRIE DE POSTS AVALIANDO A GESTÃO TUCANA. FINANCEIRA: RECURSOS PRÓPRIOS - PARTE 2

No quesito arrecadação própria, graças a uma campanha de cobrança “terrorista” promovida no fim de 2009, houve uma expressiva elevação nos valores se comparado a anos anteriores. Até o mês de setembro de 2010, segundo o site da transparência de Imperatriz o montante dessa arrecadação chega a R$ 30.894.459,70, um acréscimo na arrecadação de 32,18% em comparação a todo o período de 2009. Veja o gráfico abaixo:

COMPARATIVO DE ARRECADAÇÃO COM RECEITAS PRÓPRIAS
IPUT, ITBI, ISSQN, DÍVIDAS, MULTAS, JUROS, CONTRIBUIÇÕES, TAXAS

FONTE: SITE DA TRANSPARENCIA DE IMPERATRIZ

Parte da arrecadação própria, por lei, é direcionada no mínimo 25% para a educação e 15% para a saúde. O saldo de 60%, que repressenta R$ 18.736.675,82 , é o valor disponível nos cofres públicos para manutenção de programas e ações prioritários da administração ou em contrapartidas de convênios que geralmente a prefeitura contribui com 20%. Vale destacar que a grande maioria das obras realizadas até agora pelo governo Madeira foram através de convênios, seja com o Estado, como recapeamento de ruas do centro, ou com a União, como os postos de saúde que estão em reforma ou construção.

O que podemos constatar nesses dois anos de gestão Madeira é o crescimento de gastos com pessoal, principalmente de cargos em comissão e contratos. As secretarias aumentaram de 12 para 21 e houve também aumento dos vencimentos de R$3.000,00 para cada secretário. Para cada nova secretaria tem também o cargo de adjunto, chefe de setor, secretária, aluguel de espaço, conta de telefone, de energia, mesa , computadores, veículos alugados, material de expediente, despesa com viagens, diárias, etc. Tudos isto ajuda a comprometer os valores que poderiam ser aplicados em investimento na infraestrutura da cidade, como evidencia a situação de abandono que vem passando os bairros da periferia. Mesmo com o aumento de pessoal até agora não houve melhora de qualidade do atendimento da população quando busca serviços públicos.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

ESTAMOS DE OLHO! A UEMA REAGIRÁ AO GOLPE DO REITOR CAUDILHO!

Camaradas, isso é que uma Justiça madrugadeira, a Justiça do Maranhão!

Por incrível que possa parecer, está registrado no site do TJ, que às 00h00min, foi aberto o processo judicial em grau de recurso para a segunda instância, protocolado sob o nº 0363402010, de autoria do reitor caudilho contra a decisão de primeiro grau, de responsabilidade da insigne juíza estadual Luzia Madeiro Neponucena, titular da 1ª Vara da Fazenda Pública. O reitor caudilho, com essa iniciativa, insiste em ser candidato pela terceira vez, completamente desviado da legalidade.

Meus caros amigos, após a meia noite do ingresso do referido recurso do reitor caudilho às 5h29min deste dia 23 de novembro, o processo foi “concluso ao relator plantonista”, no caso em comento, a ilustre desembargadora plantonista Nelma Sarney.
Na perspectiva de termos a manutenção da liminar obtida pelo advogado Pedro Duailibe ao professor Juca Lopes e outros dois candidatos a reitor, ficaremos de vigilância quanto aos desdobramentos desse "drama" judiciário em que se envolveu a comunidade acadêmica da Universidade Estadual do Maranhão.

Quem viver verá!

SÉRIE DE POSTS AVALIANDO A GESTÃO TUCANA: FINANCEIRA PARTE 1

Sebastião Madeira, então candidato a prefeito de Imperatriz prometia a "mudança" nos serviços públicos em educação, saúde e infraestrutura da cidade. Tinha como principal “fiançador” o então governador Jackson Lago que pouco depois de sua posse foi cassado. Daí em diante tentou justificar a falta de investimentos alegando uma suposta “queda” de recursos federais, principalmente o FPM.
COMPARATIVO DE ARRECADAÇÃO DO FPM

FONTE: BANCO DO BRASIL E SITE TRANSPARÊNCIA DE IMPERATRIZ


O gráfico acima demonstra as oscilações dos repasses do fundo de participação do Município nos anos de 2009 (linha em vermelho) e 2010 (linha em azul). Cabe destacar que as oscilações são devido ao volume de participação na arrecadação das receitas que compõem esse fundo, Imposto sobre produtos industrializados - IPI e Imposto de Renda - IR, ou seja, varia de acordo com a arrecadação do município nessas transações. Mesmo com a queda na arrecadação do IPI, promovido pelo governo federal com a redução do imposto para veículo e bens da linha branca a arrecadação de 2010 é em média superior em cerca de 1,500 mil reais em comparação no mesmo período de 2009. No ano de 2010 a média mensal do FPM ficou em R$4.292.823,77.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

CARACTERIZAÇÃO DA GESTÃO MADEIRA, UM GOVERNO DA ELITE

Para iniciar nossa avaliação dos dois anos da gestão tucana de Imperatriz escolhemos cinco pontos que deixam claro o que representa um governo formado por um representante da direita na administração pública, vamos a eles:

-Governo da Elite
Na atual divisão de classe temos a que gera riqueza - o proletariado - e, a que detém os meios de produção - a elite -. Nessa luta de classe a elite escolhe quem melhor representa seu interesse e os trabalhadores chancelam essa escolha no voto. Então, não é surpresa que Sebastião Madeira tenha passado esses dois anos, e continuará os demais, defendendo o interesse dessa classe nas prioridades de sua gestão.

-Midiático
Essa gestão sabe o poder da mídia e usa esse poder para manter os cidadãos de Imperatriz nutrindo a esperança do tão prometido governo das mudanças, mesmo que alguns desses veículos passem a mostrar o descaso de sua administração isso não passa de uma mera manobra para mostrar ao gestor que ele precisa estar em dia com os pagamentos.

Outra vertente propagandista da gestão que ele sonha, mas que até hoje não se tornou realidade são os blogs, posto a serviço de sua gestão por quem hoje é seu aliado. Veículos mantidos com o dinheiro dos cofres da prefeitura.

-Privatização dos serviços e repartições públicas
O receituário neoliberal de privatização dos serviços públicos na saúde, educação e infraestrutura juntamente com as repartições públicas que ficam em quase sua totalidade em espaços alugados por apoiadores e financiadores sem esquecer da frota de veiculo à disposição da máquina pública, verdadeiros cartéis que põem os recursos públicos à disposição do ressarcimento do dinheiro empregado em sua campanha milionária.

-Adequação da legislação tributária ao interesse do empresariado
Para conseguir cumprir com seu papel de livrar a elite empresarial de contribuir com o financiamento das benesses realizadas em bairros nobres, essa gestão tem realizado várias alterações da legislação tributária de Imperatriz que visa o perdão ou a redução em 90% das dívidas do empresariado, caracterizando assim renuncia de receita, enquanto isso, a propaganda terrorista contra os trabalhadores da periferia vem surtindo efeito com uma elevação da arrecadação de dividas de tributos como IPTU.

- Abandono dos bairros periféricos
Como a prioridade dessa gestão é atender as demandas da elite que ele representa, todo recurso disponível é direcionados aos bairros nobres da cidade, ou áreas no centro que precisam ser valorizadas no intuito de aumentar a especulação imobiliária. Enquanto isso, os bairros periféricos ficam em última prioridade, até porque, não há recursos suficientes, os arrecadados dos trabalhadores não dá para atender os bairros nobres e as periferias simultaneamente.

Todos os pontos citados aqui serão complementados com a apresentação de dados financeiros e medidas administrativas executada por essa administração neoliberal que em dois anos demonstrou sua incompetência até mesmo para agradar as elites.

Demonstrar a necessidade dos trabalhadores em "apostar" numa alternativa que seja clara: priorizar o atendimento às demandas imediatas – saúde, educação e infraestrutura - com ações de políticas públicas voltadas às periferias e aos trabalhadores é um desafio que só um governo idealizado pelo PSOL, com participação total dos trabalhadores nesse governo, além de forças políticas progressistas Imperatriz poderá dar um salto de qualidade econômica e social aos trabalhadores.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

SÉRIE DE POSTS AVALIANDO A GESTÃO TUCANA POLITICO-ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA

Iniciaremos uma série de post que tem por objetivo expor nossa visão com relação aos dois primeiros anos da gestão da “mudança”, nessa série teremos entre os pontos abordados questões como: A caracterização da Gestão, avaliação da arrecadação de recursos de transferências constitucionais (FPM, IPVA, FEP, FUNDEB, SUS e/outros), avaliação da arrecadação própria do município (IPTU, ITBI, ISSQN, DIVIDA ATIVA, MULTA, JUROS etc), comparativos de arrecadação por exercício, valores com despesas de folhas de pagamento e os principais credores da prefeitura. Todos esses dados tem como fontes: Portal da Transparência Municipal, Banco do Brasil e Sistema de Coleta de Dados Contábeis – SISTN.

De forma mais simples possível tentaremos expor a situação financeira da segunda maior cidade do Maranhão, desmistificando assim a Imperatriz dos políticos em campanha da Imperatriz dos gestores.

Até sábado estaremos publicando o primeiro tópico, não percam!

RACISMO E INTOLERÂNCIA CONTRA O DIGNO E LUTADOR PROFESSOR JUCA, CANDIDATO A REITOR DA UEMA

I
No dia 14 deste novembro, o Sr. Marco Aurélio D’eça [blogueiro do coronelismo eletrônico miranteano] lançou um post denominado “candidato a reitor da Uema desrespeita decisão do Consun e mostra desconhecimento da lei”. O candidato a que se refere o Sr. blogueiro trata-se do professor Joaquim Teixeira Lopes, o Juca; querido de seus alunos e respeitado pelos professores da universidade desde sua admissão na instituição no ano de 1981, bem como dos alunos do antigo CEFET, hoje, IFMA.

Não é o caso de jogar ossos e carne de segunda para os cães que ladram nas páginas do Sr. Blogueiro, açulando desta forma o racismo e a mais ampla desqualificação dessa montanha que pariu dezenas de ratazanas de acordo com os inúmeros “comentários” oriundos de mentes insanas e jogados na vala comum.

Meus caros, chamar o professor Juca, de Mussum? O que é isso, cara-pálida? Quem foi o coitado que se escondeu atrás do “nome” Luis Fredson e que não tem coragem de enfrentar o debate sobre os rumos da Universidade Estadual do Maranhão?
...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

CENSURA: QUEM TEM LIBERDADE DE ESCREVER NÃO PODE COMENTAR

Após ter alguns comentários meus censurados, principalmente em blogs de pessoas vinculadas [atreladas] à gestão Madeira, pensei: vou deixar de ‘prestigiar’ os referidos blogs devido as atitudes tomadas por esses blogueiros, mas depois repensando: “não, não me furtarei em dar minha opinião em postagens que distorcem a realidade, continuarei expondo minha opinião mesmo que aqui acolá seja censurado”, acabei chegando a seguinte conclusão: melhor ainda, caso não publiquem meu comentário, como faço com qualquer um feito por eles vou fazê-lo em meu blog, aqui tenho certeza que todos, inclusive da prefeitura lêem. Então lá vai.

Ao percorrer a lista de blogs www.blogsimperatriz.blogspot.com vi o seguinte título no blog de Josué Moura: "Saúde em Imperatriz melhorou, só não vê que não quer" resolvi acessar e ler e por conseqüência deixei o seguinte comentário:

Caro Josué,

É incrível como as pessoas só vêem o que querem, e de preferência o que pagam para falarem. Apesar do prefeito e da secretaria de saúde ser da área o atendimento de saúde em Imperatriz está longe de ser o mínimo ideal, você não usa o sistema então não pode falar como usuário, eu e qualquer um outro trabalhador que precisa ser atendido tem outra visão. Só pra citar um fato, pode ser apenas o meu, mas com certeza muitos outros passaram pelo mesmo constrangimento. Minha esposa esteve por seis vezes para uma consulta marcada no posto do Santa Rita e só amanha pela sétima vez irá, agora, ao Socorrão para tentar atendimento, isso ocorre não apenas com ela mas com cerca de trinta outros pacientes que aguardam a consulta.

Em muitos postos faltam curativos, atadura, esparadrapo, estive no posto da Nova Imperatriz e lá uma senhora falou comigo dizendo que tinha corrido cinco postos de saúde procurando medicação para sua filha que estava com calazar e, nem lá no posto da Nova Imperatriz havia.

Nesse mesmo dia percorri os locais onde estão sendo realizados as reformas que o governo Madeira anuncia a cinco meses, e a situação é desanimadora, todas as obras estão praticamente paradas, conversei com operários que me disseram que as construtoras estão sem receber os repasses da prefeitura e por conseqüência estão atrasados seus salários, funcionários estão sendo retirados da obra para outras pois não há material para a conclusão.

Faço um desafio a qualquer um membro da gestão, façamos um percurso nos postos de saúde e vejamos a real situação, se estiver tudo as mil maravilhas como afirma eu publico e elogio a gestão da saúde, caso contrário, você reconhece as ineficiências na gestão, que tal, topas?

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

REDUÇÃO DO FPM É UMA FALÁCIA: CRISE ADMINISTRATIVA TEM OUTROS FATORES

Que os municípios do nordeste e principalmente do maranhão são dependentes dos repasses federais para manter a máquina pública em funcionamento ninguém pode negar. Tudo isso devido à falta de uma política séria de desenvolvimento industrial e educacional no estado.

Diante dessa constatação vimos vários gestores nessa semana ameaçando em fechar as repartições públicas para protestar com a falta de recursos justificando na redução da principal receita dos municípios, Fundo de participação do município – FPM, que é composto pela arrecadação com Imposto sobre produtos industrializados - IPI e Imposto de Renda – IR.

Em imperatriz o gestor tucano, Sebastião Madeira, que durante a campanha prometeu mundos e fundos, tem se incluído na corrente de choros promovidos pelos prefeitos. Choro esse que não se justifica, seria melhor que sua assessoria contábil lhe aconselhasse para não usar esse argumento, Ah! Tinha esquecido, ela mesma [seu controlador] usou essa desculpa esfarrapada. Na verdade os recursos são poucos mesmos para manter essa máquina inchada com correligionários, acomodados em secretárias e assessorias que não tem o que fazer há não ser sacar o “cacau” no fim do mês.

Mais vamos à constatação em números dessa afirmação. Abaixo estão dois gráficos do período de janeiro a outubro dos anos de 2009 e 2010, podemos observar que em 2009 a arrecadação é menor que o mesmo período de 2010, ou seja, houve na verdade um aumento dos repasses com relação ao ano anterior.

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR
Fonte: BANCO DO BRASIL

Mesmo comportamento com todas as receitas provenientes do repasses faderais:

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Fonte: BANCO DO BRASIL

Concluímos, então, que fazendo uma média dos dez meses de 2009 e 2010 houve um aumento médio dos repasses federais para o município de Imperatriz de R$1.318.927,07. O que há na verdade é uma total falta de planejamento e mau uso dos poucos recursos: folha de pagamento com pessoal comissionados desnecessário (secretários, assessores, chefes), privatização dos serviços de saúde e educação com espaços e equipamentos alugados. Do jeito que a gestão madeira vai, será preciso ele fabricar dinheiro, caso contrário a mudança prometida terá que ser refeita para 2012.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

CAPELA DE HELLEN KATI NO CURSO DE FORMAÇÃO POLÍTICA

Ao fim do curso de formação política: COMO FUNCIONA A SOCIEDADE?, Hellen, estudante da UEMA, presenteou os participantes com uma capela da música "Fascinação", é só um trechinho mais a moça tem talento.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

QUEDRA DE BRAÇO CAMBIAL: BRASIL x EUA, QUEM TEM MAIS FORÇA?

Com o aprofundamento da crise financeira dos Estados Unidos que “explodiu” no fim do ano de 2009, na qual o presidente Lula afirmava ser uma “marolinha”, até hoje vem fazendo estragos em todo o mundo. Economia da Europa, que se diziam estáveis, hoje começaram as acomodações – diminuição dos gastos com a previdência – como é o caso da França.

O Brasil passa a ser afetado de uma maneira diferente do que vem acontecendo com países desenvolvidos, base de sustentação da política econômica do Banco Central Brasileiro, que presa por manter uma taxa de juros altos para atrair investidores para o Brasil.

Recentemente o Brasil se viu as voltas com uma queda na balança comercial – mais compra que vendas ao exterior – impulsionado com a queda vertiginosa do valor do dólar. Uma medida encontrada pelo Federal Reserve (Fed) - Banco Central Americano – que tem por objetivo reduzir a cotação do dólar em todo o mundo, aumentando assim suas exportações e conseqüentemente a produção e reduzir os níveis de desemprego do país.

O próximo passo em busca da recuperação da economia norte americana será dar incentivos ao retorno de fábricas ou capital que tinha esse fim em países emergentes, como o Brasil, garantindo, assim, a recuperação da economia nacional.

O Brasil, durante uma semana travou um luta de “braços cambial” – comprando Dollar - para evitar a desvalorização do dólar frente ao Real e o aumento dos juros para garantir a permanência da lucratividade dos investidores no Brasil. Ficou claro que o Brasil não tem “bala na agulha” para competir com os EUA nessa questão, e essa movimentação feita pelo banco central brasileiro em comprar dólar não seria sustentado por muito tempo, a saída encontrada foi pedir “arrego” ao G20, mesma saída encontrada por outros países para sanar essa guerra cambial.

No modo de produção capitalista não tem maquiagens que escondam a face das crises, vai mandar ou direcionar o crescimento da economia mundial quem tem mais poder econômico ou capital para dar as cartas e como o centro da crise é quem tem esse poder, os Estados Unidos, os demais países que são dependentes desse capital só terá que aceitar as novas regras que serão impostas.

O que adianta ser o “cara” se quem dá as cartas é o capital?

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

CÂMARA MUNICIPAL EVENTOS: AGENDE O SEU AQUI

As atribuições da casa legislativa de Imperatriz de discutir e aprovar leis que busquem a solução de demandas da comunidade e do executivo municipal está longe de ser uma realidade. Denuncias de balcão de negócios, contratações de correligionários, aluguel de prédios dos vereadores, venda de apoio à candidatos, etc são corriqueiras.

Na verdade a câmara municipal parece além de um balcão de negócios um salão de festas onde são distribuídas medalhas, comendas, títulos. Sigo algumas agendas na página da Câmara, são raros os assuntos relevantes à gestão da cidade, mas, solenidades em homenagens têm sido disputadas. Políticos, ex-politicos, médicos, jornalistas, juízes, advogados, grandes empresários (principalmente aqueles financiadores de campanhas políticas) são as categorias mais homenageadas, muito raramente artistas e pessoas que tem um trabalho de relevância no município como Irmã Juliana, Vila João XXIII, por exemplo, inclusive ela até trocaria essa honraria por apoio da Câmara ou da prefeitura para manter e dar mais qualidade do atendimento, mais do que já é feito.

Tá ia uma prática herdada também dos tempos dos da nobreza e coronéis, onde pessoas de posses negociavam títulos para alcançar um status a ser ostentado na sociedade de aparecia.

Sem sobra de dúvida cada legislatura tem sua peculiaridade, em outras passadas eram os “labigós”, nessa as festividades sem contar com os acordos político-financeiros para reforçar as futuras reeleições.

PROPOSTAS DO PSOL EM 2008, CADA VEZ MAIS NECESSÁRIAS

Revendo os programas eleitorais da candidatura do PSOL para prefeito sobre os problemas imediatos dos trabalhadores, principalmente os que residem na periferia sobre Educação, Saúde, Cultura e Esporte vejo que os pontos levantados, ainda tem uma atualidade que precisar ser debatida com os imperatrizenses em busca de soluções, sem esquecer dos pontos estratégicos que podem desenvolver de forma segura nossa cidade como a Industrialização da economia.
Reveja também um dos programas:


Mais CLIQUE AQUI

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

UM CHEIRO DE GOLPE NOS ARES DO CAMPUS PAULO VI

Ninguém que conheça o modus operandi de algumas dezenas de personalidades que gravitam em torno do que posso nominar como o “governo” da Universidade Estadual do Maranhão pode estar se sentindo confortável com esse cheiro que já impregna os olfatos mais sensíveis dos membros da comunidade universitária.

Ao que parecem, as evidências e os indícios desse crime institucional estão chegando mais perto dos mesmos setores acadêmicos que vêm sendo bancado diretamente pelas arcas da Ilha de Curupu e da Casa Assombrada.

Afinal, por debaixo dos porões da academia está sendo tramada mais uma manobra antidemocrática para que não seja realizada a eleição para o reitorado ainda neste ano de 2010, eleição esta que já deveria ter sido realizada desde o mês de julho, a exemplo de outras eleições.

Em completa subordinação, as elites uemianas e sarneístas começam a rasgar as leis, as normas e o processo democrático. Isto tudo, supostamente, afinados com os seus novos amigos, os petralhas, agarrados na árvore da fortuna e do patrimonialismo de Sir Ney.

Quem não se lembra dessas coisas? Quanto não foi surrupiado das arcas dos libertadores, repetindo a lida e o procedimento padrão na formação de novos quadros na ilha da baía de São José de Ribamar? Que o Santo nos proteja de tanta desdita!

Meus caros professores, servidores e alunos, essa excrescência não pode ficar impune nesse momento tão delicado da vida quando se elevam aos céus a fortaleza de nossa democracia, mas, ao contrário, o que vejo é mais um passo atrás e uma punhalada no coração da UEMA e da verdadeira democracia.

A comunidade universitária deve buscar a sua mais ampla unidade política e de ação para barrar esse golpe que será aplicado através do velho instituto da intervenção – como no passado -, instalando um gabinete pro tempore com o reitor “temporário” tocando a banda do jogo bruto da política oligárquica do Maranhão e a UEMA sofrendo as duras conseqüências dessa nova ditadura civil.

Camaradas, resistir é preciso!
A UEMA não pode se calar!

Até a vitória!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

CENTRO DE DESPORTOS BARJONAS LOBÃO EM RUÍNAS

O Centro de Desportos Barjonas Lobão, conhecido como “Fiqueninho”, único complexo desportivo da cidade de Imperatriz, composto com pista de atletismo, quadra de basquete, vôlei e um ginásio coberto há mais de seis anos está sucateado. Sem essas instalações cerca de 40 mil estudantes das escolas municipais e estaduais que não tem quadra para a praticas desportivas encontra no que resta do Fiqueninho a única alternativa.

Governo municipal e estadual nunca se entenderam sobre quem deve se responsabilizar pelo espaço. A prefeitura diz que é de responsabilidade do estado, mas lá funcionam as secretarias municipais de Juventude e de Esportes, inclusive com a ocupação do espaço que era da pista de bicicrôss pela secretaria de infraestrutura do município.

Um professor de educação física, que estava com sua turma utilizando as precárias instalações do local, pediu que nossa equipe não identificasse os alunos, pois o fato de estarem lá seria um motivo de preocupação para os pais das crianças. No mural da secretaria avistamos um quadro de horários com reservas para outras escolas do município. A preocupação do professor é salutar, pois naquele espaço além da questão da insegurança há muito lixo e equipamentos enferrujados que podem causar acidentes com quem utiliza o local.





FONTE: PORTAL ATIVO